quarta-feira, 21 de outubro de 2009

De coração

"Como se o silêncio me preenchesse, em corpo, alma e coração. Como se o espírito pesado estivesse e por isso não levantasse voo. Tudo o que sinto é nulo, morre em mim, e tudo o que é nulo é imenso, como o vazio que sai de meus pulmões e enche o ar ao meu redor, produto do silêncio que me circunda. Não sou, não sei, não falo, não respiro, não produzo, não induzo, não convenho, não comovo, não morro, não vivo."

De coração

De coração eu te desejo,
Muita paz e felicidade,
E no seu futuro eu vejo
Um amor fiel de verdade

De coração eu te desejo,
Todo amor que puder guardar,
Que com a sinceridade de um beijo,
Ame alguém que viva a te amar.

De coração eu te desejo,
Que nunca sintas o que senti.
E com alegria festejo,

Por querer que alguém goste de ti.
Pois por ti vivi uma desilusão,
Mas quero que sejas feliz, de coração!

"I swore I knew the melody that I heard you singing. And when you smiled you made me feel like I could sing along. But then you went and changed the words, now my heart is empty. I'm only left with the used-to-be's and once upon a song... Now I know you're not a fairytale and dreams were meant for sleeping, and wishes on a star just don't come true...'Cause now even I can tell that I confused my feelings with the truth... because I liked the view, when there was me and you..."



3 comentários:

  1. gostei.

    "Não sou, não sei, não falo, não respiro, não produzo, não induzo, não convenho, não comovo, não morro, não vivo."

    e por tudo isso sou.

    ResponderExcluir
  2. "Tudo o que sinto é nulo, morre em mim, e tudo o que é nulo é imenso" AMEEEI ISSO MMMMM

    Thata, gostei muito mesmo desse seu último post e perceber o que achei nas entrelinhas dos seus versos (hoo, dps no msn). Me sinto tão assim tbm as vezes, é estranho.

    ResponderExcluir
  3. Isso de certa forma lembra uma despedida, mas não soou triste. Ah, amei, rs, vc sabe. =D

    ResponderExcluir