quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Elegia do Adeus

Quando o Adeus vem antes do Olá
Todo o riso vira lágrima
E seca a garganta, que grita
Em um mudo lampejo de dor.

Quando o Adeus vem antes do Olá
Toda a esperança evapora no ar
E todas as certezas viram medo
A correr quente nas veias.

Quando o Adeus vem antes do Olá
Todo o futuro converte-se em passado
E as semanas perdem o sentido
O calendário vira acessório vazio.

Quando o Adeus vem antes do Olá
Toda a alegria vira amargor
E os sonhos viram sol ao anoitecer
Quando só resta se por.

---------



"Faz tempo eu quis fazer uma canção pra você viver mais."

*Para M/F, uma linda e pequenina estrela na imensidão do meu amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário