terça-feira, 11 de agosto de 2015

Asfixia

Sobre terças-feiras e bolinhos de atum

-----------------------------------------------------------

Asfixia

Calmaria
Cotidiano
A vida se desenrola em seu tic-tac
De repente o susto
O grito preso
A voz que não sai
O ar que não vem
O espaço que se fecha
O coração que acelera e o pulso que lateja
O desespero invade o cérebro
O pânico domina as pernas
O corpo convulsiona desesperado
Pernas que se debatem, pés que não obedecem
A mão escorrega sobre a mesa
Tentando afastar os dedos que comprimem a garganta
E tudo o que sobra é este silêncio
Que agora corre em minhas veias.


Fonte: Google Imagens


-----------------------------------------------------------

"Antes eu sonhava, agora já não durmo."


Nenhum comentário:

Postar um comentário