sexta-feira, 2 de julho de 2010

Inércia

Há quem diga ser ilusão
Há quem diga ser bobagem
Mas só eu sei o que tenho no coração
O que eu trago na bagagem

Eu sei quais são as lanças que me atingem
Eu sei quais são as dores que me doem
Eu sei os males que meu peito aflingem
Quais os motivos que me corroem

Há quem diga ser ilusão
Há quem diga ser desgosto
Mas estou seguindo na contra-mão
Sem enxugar as lágrimas do meu rosto

Há de ser dúvida passageira
Há de ser coisa insana
Esse choro sem estribeira
E essa tristeza mundana

Quero lutar contra o destino
Reflexo da inércia presente
Força motriz a me tirar o tino
Acovardando a mulher valente


"Dissestes que se tua voz tivesse força igual a imensa dor que sentes teu grito acordaria não só a tua casa mas a vizinhança inteira. E há tempos nem os santos tem ao certo a medida da maldade. E há tempos são os jovens que adoecem e há tempos o encanto está ausente e há ferrugem nos sorrisos."


6 comentários:

  1. "Há quem diga ser ilusão
    Há quem diga ser desgosto
    Mas estou seguindo na contra-mão
    Sem enxugar as lágrimas do meu rosto"

    OMG, que lindo!!!! *----------*

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Thainá, por mais um ótimo poema! E com uma musicalidade muito interessante.
    "Poesia!" - Disse talvez o horizonte com o brilhar da aurora. "Tristonha elegia!" - disse o horizonte ao crepúsculo. O fulgor d'aurora, ou o esvair do carmesim brilho do crepúsculo são versos que o próprio firmamento e os astros cantam!...

    ResponderExcluir
  3. O MELHOR. Sem dúvidas.

    ResponderExcluir
  4. Nossa acho que é o primeiro que eu leio aqui que tem um sistema de rimas xD
    Muito bonito o poema ;D
    Parabéns

    ResponderExcluir
  5. "Há quem diga ser ilusão
    Há quem diga ser desgosto
    Mas estou seguindo na contra-mão
    Sem enxugar as lágrimas do meu rosto"

    Concordo com a Larissa, muito bonito o poema, mesmo! Primeira vez que passo por aqui, e com certeza não será a ultima, abraços.

    ResponderExcluir
  6. "E só o acaso estende os braços a quem procura abrigo e proteção...!" rs
    Adorei, beijos Marina

    ResponderExcluir